Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 AQUETINHA
 Blogless
 Cantinho da Carol
 Cantinho do Tom
 Diário de Bordo da Shao
 Eduardo Marques
 Histórias Proibidas
 La Vie en Rose
 Luciano Gonçalves
 Mata Hari & 007
 Pequenos Textos Bucólicos
 Poemas, Poesias e Elegias - Tomo I
 Poemeu
 Semeando Palavras
 Templo das Almas
 Vento Negro
 BOL - E-mail grátis
 UOL - O melhor conteúdo


 
Poemas, Poesias e Elegias - Tomo II


Pequeno poeminha para o dia dos namorados:

 

 

ALÉM

José Infante Néto

 

Além do entendimento,

muito além de todo sentimento,

bem mais até que o infinito,

lá está esse amor que eu sinto!

 

Não é sonho da Quimera,

nem está limitado a esta esfera...

É, sim, a razão da existência

e deliciosa dependência!



Escrito por Aqueta às 18h15
[] [envie esta mensagem] [ ]



 

A DOR EXISTE

José Infante Néto

 

Queria entender esse amor

que não consigo sentir...

Só sinto essa infinita dor

que me lembra de existir!

 

Queria entender esse amor

que não sinto existir...

O que existe é a dor,

essa que você me faz sentir!

 

Mais e mais dor... Ausência de amor?


VaLeU!



Escrito por Aqueta às 18h05
[] [envie esta mensagem] [ ]



Olha o sumido aqui! Olá pessoal!

 

 

ONDE É QUE EU QUERO FICAR

José Infante Néto

 

Deixe-me ir,

para te encontrar em outro lugar,

num outro momento,

já não mais aqui,

nem acolá,

para além do vento...

 

Deixe-me ficar,

pois cansei de tanto partir,

cansei do desalento

e do peso da solidão.

Só quero ficar aqui,

no teu pensamento

e no teu coração...

 

Até mais...



Escrito por Aqueta às 16h49
[] [envie esta mensagem] [ ]



 

A VIDA

José Infante Néto


A vida é dura,

a vida é Lua,

a vida é Sol,

a vida é Sal,

a vida é o suor

gerado pelo temor...


É um raio de esperança

no olhar de uma criança...

É a experiência escondida

na mente envelhecida...


A vida é uma canção,

a vida é batida de coração,

a vida é onda do mar,

a vida é vento a passear,

a vida é poeira no quintal

manchando a roupa no varal...


É uma breve melodia

de tristeza e de alegria...

É a prova e a certeza real

do nosso futuro fatal...

 

VaLeU!

Visitem: aquetinha.zip.net. Eu tive uma grande surpresa!!!

 



Escrito por Aqueta às 18h31
[] [envie esta mensagem] [ ]



Depois de tanto tempo, caro amigo Flavyann, tenho andado muito pensativo e até meio nostálgico. Devem ser coisas da chamada "crise da meia idade" hehehehehe. Acho mesmo é que estou perdendo o jeito com o computador...

 

 

PEQUENINOS LEVADOS

José Infante Neto


Pequena criança levada,

semente de mim gerada,

se você ficasse sempre assim

dependendo de mim,

e não crescesse,

e não sofresse...

Ah, eu seria sempre o seu pai

e você meu pequenino filho...


Mas o mundo dá suas voltas

e as pequenas aves deixam seus ninhos...


Voe para longe, meu filho,

constrói o seu próprio ninho,

depois traga para o seu pai

os filhos dos meus filhos...

E, de novo, sonharei acordado

com meus pequeninos levados,

querendo que o tempo pare,

que a infância deles não passe...

 



Escrito por Aqueta às 09h18
[] [envie esta mensagem] [ ]



VIDA ABANDONADA

José Infante Neto

 

Numa virada,

na estrada errada,

a vida é confrontada,

a juventude é atalhada

e chega o fim da estrada...

 

Quando tudo se acaba,

a passagem fica entravada,

domina a dor desalmada

e arrebata a vida já fatigada,

que sempre caminhou abandonada...



Escrito por Aqueta às 07h49
[] [envie esta mensagem] [ ]



F E L I Z

A N O

N O V O !

 

VaLeU!



Escrito por Aqueta às 15h42
[] [envie esta mensagem] [ ]



Eu sou teimoso, eu insisto em manter o blog, mesmo sem que ninguém deixe aqui um comentário...

 

TANTA SAUDADE

José Infante Néto

 

Saudade de te escrever,

tanta saudade de você...

Saudade de poesia,

da tua arte descrita...

Saudade da rima perfeita,

do encontro do papel com a caneta...

Saudade do abraço,

saudade do afago...

Saudade da ilusão,

das histórias do coração...

Saudade de descrever tua discrição,

fazendo do amor uma nova canção...

Saudade de cantar teus encantos,

saudade de contar nossos encontros...

Tanta saudade das palavras de amor

que um dia aliviaram minha dor...

Comenta aí, minha gente!

VaLeU!



Escrito por Aqueta às 10h08
[] [envie esta mensagem] [ ]



SOFRIMENTO PALÍNDROMO

José Infante Néto

 

Em vez de dizer a ti,

me escondi...

Eu emudeci;

eu sofri...

 

Meu mundo murchava,

a alegria se esgarçava...

 

E foi tudo virando do avesso...

 

A alegria se esgarçava,

meu mundo murchava...

 

Eu sofri;

eu emudeci...

Me escondi,

em vez de dizer a ti...

 

VaLeU!



Escrito por Aqueta às 09h03
[] [envie esta mensagem] [ ]



VEM

José Infante Néto

 

Vem resgatar meu coração

e afastar a solidão;

vem habitar comigo

e serei um só contigo.

 

Vem me tirar da contra-mão

e me colocar na direção;

deixe de estar só em pensamento

e sê realidade em cada momento.

 

Vem me dar serenidade

e trazer a felicidade;

vem me esvaziar do rancor

e me preencher com o teu amor...

 

Este blog tá paraaaaado...

 

VaLeU!



Escrito por Aqueta às 07h42
[] [envie esta mensagem] [ ]



Tentando encontrar tempo para postar...

RECHAÇAR A SOLIDÃO

José Infante Neto

 

Sou feito de paixão

e de amor!

Meu coração é meu senhor,

minhas palavras são tua revelação...

 

Sem você não existe amor

e toda a paixão se extingue.

Meu mundo se consome em dor

e a esperança já não existe!

 

Então, volta para este teu lugar,

aqui dentro do meu coração...

Vem para a minha vida governar

e rechaçar de vez esta solidão...

 

VaLeU!



Escrito por Aqueta às 09h59
[] [envie esta mensagem] [ ]



Verdades sobre o Aqueta - Parte 84735243131,454656

Eu Amo Música!

 

Como algumas pessoas que acompanham este blog desde longínquos tempos remotos (redundância), eu também sou flautista, ou, pelo menos, tento ser flautista. Eis, então, uma foto atual, estudando no meu PQStudio...

Flauta: José Infante Néto

Formamos um grupo instrumental (que às vezes também canta). Por enquanto, somos o G2IBMC...

Instrumental:

Flauta Transversal, Escaleta, Vocal, Arranjos e Partituras: José Infante Néto

Violão Base e Voz: Levi Araújo

Violão Solo, Voz e Vocal: Daniel

Teclado, Baixo, Violão, Guitarra Vocal e Arranjos: Thiago

Teclado, Voz e Vocal: Nathália

Bateria e Áudio: Johan e Washington

Violino: Émerson

 

Esta é mais antiga; eu o o violonista em uma apresentação no final de 2009:

 

Flauta: José Infante Néto

Voz e Violão: Levi Araújo

 

Nesta apresentação também contamos com a partipação de Nathália nos Teclados e Washington na Bateria. Depois vou ver se consigo uma foto do Grupo Todo.

Bom, é isso. Hoje não teve poesia, mas não posso deixar este Blog parado tanto tempo.

VaLeU!



Escrito por Aqueta às 09h33
[] [envie esta mensagem] [ ]



NÃO JOGUE A CULPA EM MIM

José Infante Neto

 

A culpa não é minha

se alterou-se a química

e tudo se transformou,

e a mentalidade se alterou,

enquanto poucos enriqueceram,

milhares e milhões adoeceram,

pela natureza  que gemeu

quando a criança nasceu

portando o mal consumado,

fruto de todo o descaso...

E prossegue-se nesta autodestruição,

o homem mata o seu irmão,

torna-se cada vez mais rico e poderoso,

egoísta e invejoso,

perde a razão...

Vai caminhando em outra direção

e a moral se acaba,

a ética naufraga,

a humanidade se consome

e a Terra sofre!

Não vou mudar nada se for bonzinho,

e nada vai mudar nosso destino,

mas não sou o culpado

por você ter mudado.

Enquanto eu escrevo e falo

você já me tem por condenado,

e não há defesa,

nem mesmo reza,

para salvar o desesperado

e consertar o que está errado!



Escrito por Aqueta às 10h02
[] [envie esta mensagem] [ ]



CÉTICOS

José Infante Néto

 

A Terra chora:

rios transbordam,

casas são inundadas,

pessoas se afogam

onde nem havia água,

geleiras evaporam

e sobe o nível dos oceanos,

ondas gigantes engolem cidades...

a Terra chora ano após ano...

 

A Terra geme

e vomita todo aquele lixo

que lhe empurraram goela abaixo,

enquanto matavam de fome

milhares de semelhantes,

e a peste se torna enorme,

se espalha entre seus descendentes,

e já não há controle,

nem remédio,

tudo se consome

e nós continuamos céticos...

 

VaLeU!

Apesar de tudo, desse início de ano tão turbulento, desejo a todos um feliz ano novo. Que Deus possa nos dar sabedoria para cuidar melhor de sua Criação e evitar toda essa tragédia. É tempo de despertar!

 



Escrito por Aqueta às 08h42
[] [envie esta mensagem] [ ]



DESINTERESSADA

José Infante Néto

 

Sem interesse,

desinteressada,

desinteressante,

é assim,

sempre assim...

 

Revel,

deixa tudo a revelia,

não se importa,

sem importância,

reles...

 

Sem atenção,

desatenta,

desatenciosa,

nem liga,

“não tá nem aí”...

 



Escrito por Aqueta às 14h34
[] [envie esta mensagem] [ ]




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]